A coreógrafa cearense Katiana Pena dá aulas de dança para 550 crianças na comunidade de Bom Jardim, uma das mais violentas de Fortaleza. Com sua iniciativa, ela ajudou a reduzir drasticamente a evasão escolar do bairro, já que só pode participar do projeto quem frequentar as aulas no ensino formal. E que lição o trabalho de Katiana dá para quem quer um país melhor? A própria coreógrafa responde: “Nós precisamos acreditar mais nas pessoas. Muita gente que quer construir a mudança”.

Katiana Pena deu seu testemunho no painel “Sociedade civil protagonista do desenvolvimento”, o terceiro do fórum Você Muda o Brasil, realizado na manhã desta segunda-feira, em São Paulo. Sua história ficou conhecida em 2017, no programa de Luciano Huck na TV Globo. Foi o próprio apresentador que chamou Katiana ao palco durante o fórum. “Nossa situação já está resolvida. O que nós temos que pensar é como nós podemos melhorar a vida de gente como a Katiana, que está lá na ponta”, disse ele. “Não tem jeito: para que o país melhore, nós precisamos nos envolver.”

Luiza Helena Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza, também foi enfática na defesa do ativismo da sociedade. “Temos que parar de fazer diagnósticos. Precisamos agora de atitudes. Se a sociedade não pressionar, nada vai mudar”.

E que ativismo é esse? “Se o que você está fazendo é encaminhar vídeo deWwhatsapp, saiba que você está fazendo muito pouco”, afirmou Eduardo Mufarej, idealizador do Renova BR. “Nenhum país deu certo estigmatizando a política. Brasília ficou como está também por causa da nossa omissão.” Jefferson de Paula, CEO da ArcelorMittal Aços Longos para as Américas Central, do Sul e Caribe, reiterou o raciocínio. “Nossa grande causa é a sociedade. Nós é que fazemos o país”.

A mobilização da sociedade é uma forma de exercer a atuação política, como lembrou Paulo Kakinoff, CEO da GOL Linhas Aéreas. “A gente tem a tendência de confundir política com partidos, mas a política está acima disso. Nosso envolvimento como sociedade civil também é política”.

Não existe projeto de país que dê certo sem investimento em educação – é preciso colocar de vez essa urgência em prática. Saiba mais sobre segundo painel

Assista ao painel na íntegra: