Idealizador do RenovaBR comenta os resultados da primeira eleição que teve a presença do instituto de formação de candidatos

O empresário Eduardo Mufarej, idealizador do Instituto RenovaBR, disse estar satisfeito com os resultados da iniciativa, voltada à formação política de potenciais candidatos. Criado há apenas um ano, o RenovaBR formou 120 candidatos para a eleição de 2018, dos quais 16 foram eleitos – por sete diferentes partidos, em oito estados.

“O maior desafio de ser suprapartidário era o primeiro ano”, disse o empresário em entrevista ao jornal Valor Econômico. “Nosso objetivo é capacitar pessoas de diferentes origens e com diferentes pautas. Então, não dá para virar partido”, afirmou, refutando a hipótese de que a iniciativa se transforme em partido político.

Mufarej reconhece a fragmentação dos eleitores e vê nesse aspecto um dos motivos para um aparente distanciamento entre eleitores e candidatos. “A questão partidária está tão fragmentada e tão pouco ancorada em ideologia que faz com que a identidade do eleitor com os partidos seja muito baixa”, disse.

Na próxima eleição, o RenovaBR também vai dar apoio aos já eleitos, e não apenas a estreantes, como ocorreu no pleito deste ano. “Tem gente boa que não foi reeleita. Troca sem qualidade não traz resultado bom para o país”, disse. “Queremos que nosso investimento retorne para a sociedade. Essas pessoas podem trabalhar com os eleitos ou em posições nas equipes executivas.”

A entrevista de Mufarej ao Valor está disponível neste link.

 

Mudanças no Brasil só vão ocorrer com participação ativa de todos